quinta-feira, 20 de junho de 2013

O Caldo Verde!



Nada com um bom caldo nestas noites frias do inverno que começa!

O Caldo Verde é um prato típico português, uma sopa, que tem como principal ingrediente a batata-inglesa. O nome vem da coloração que o cozido adquire durante o cozimento, um esverdeado devido à couve que é levada ao prato.  É uma receita muito simples, assim como o são quase todas as deliciosas criações portuguesas e um dos pratos preferido do escritor e pensador Fernando Pessoa. Aqui no Brasil, no Rio Grande do Sul, existe uma saborosa variação chamada Caldo Lourenciano, em homenagem à cidade de São Lourenço do Sul. A canção imortalizada por Amália Rodrigues, fala sobre esta revigorante maravilha: “[…]basta pouco, poucochinho pr’a alegrar uma existência singela[...]é só amor, pão e vinho e um caldo verde, verdinho, a fumegar na tigela[…]” e faça revivescer o que de melhor tem a típica cozinha portuguesa. A seguir a receita do Caldo Verde.


Ingredientes:
(para 6 pessoas)

Um maço de couve-manteiga sem talos cortadas em fatias finas
Cinco batatas grandes sem casca e cortadas em quartos
Uma linguiça defumada, cortada em fatias
Uma cebola grande picada
Dois dentes de alho picados
Um litro de água
150 ml de azeite de oliva extravirgem
Sal e pimenta-do-reino a gosto


Preparo:

Aquecer o azeite de oliva em uma panela grande. Juntar a cebola e o alho e dourar por cerca de cinco minutos mexendo sempre. Juntar as batatas e cozinhar, mexendo de vez em quando, por mais 5 minutos. Acrescentar a água e deixar o caldo ferver. Em seguida, diminuir o fogo e cozinhar até as batatas ficarem bem macias (cerca de 30 minutos). Desligar e bater a mistura no liquificador, no mixer ou na mão mesmo. Temperar com o sal e pimenta e observar o ponto da sopa, colocando mais água fervente se estiver muito grossa. Ligar novamente o fogo e adicionar a linguiça na sopa. Preparar a couve colocando pequenas porções em cada prato de sopa e com uma concha adicionar porções do caldo bem quente nos pratos, em cima da couve. Esperar cerca de 5 minutos para o caldo "cozinhar" as folhas de couve no fundo de cada prato. Servir em seguida com um fio de azeite por cima.

4 comentários:

  1. Grande Emerson,
    Rapaz, adoro caldo verde. Em um evento recente ocorrido em São Paulo bebi tanto que queimei todo o céu da boca. Fiquei uma semana sofrendo...rs. Mas é bom demais o negócio. Valeu pela receita.
    Abraços,
    Flavio

    ResponderExcluir
  2. Flavio, grato pelo comentário! Realmente, a gula nem sempre é racional, acontece muito comigo - rsrsrsrs
    Um abraço!
    Emerson

    ResponderExcluir
  3. Também achei Antonio Celso! Vale a pena repetir em casa!
    Abraços

    Emerson

    ResponderExcluir