quarta-feira, 13 de novembro de 2019

Emiliana Adobe Reserva Syrah 2017 - um Syrah difrente!


A dica desta semana vêm do Chile, lá do Vale do Rapel, trata-se do vinho tinto Emiliana Adobe Reserva Syrah 2017, produzido pela vinícola homônima. Este rótulo vêm da linha orgânica – na verdade praticamente toda a vinícola adota o cultivo orgânico – e é um Syrah diferente, com uma carga herbácea destacada.

Possui uma coloração rubi violáceo quase turva. Ao nariz traz frutas negras – groselha e cereja destacada – com cassis, além do referido herbáceo, couro, tabaco e toque terroso. Já na boca repete o herbáceo com fruta macerada e final lácteo. Seus taninos são macios, redondos e sedosos. Médio corpo e ampla persistência.~

20% do vinho passa por barricas francesas por 6 meses.

Pelas suas características trazidas a taça, este vinho acompanha variados tipos de carnes vermelhas preparadas assadas ou grelhadas, também com lasanhas e risotos condimentados e queijos duros.

Possui 14% de graduação alcoólica e o ideal é ser consumido na temperatura entre 16 e 18oC.

Você encontra os vinhos Emiliana na Wein Haus, loja especializada em vinhos, localizada na Rua João Pessoa 895, Santa Cruz do Sul, fone (51) 3711.3665 e site www.weinhaus.com.br.

E lembre-se: se beber, NÃO DIRIJA!     

quinta-feira, 7 de novembro de 2019

A sopa de cebola!


Estruturada e substanciosa, esta sopa vai lhe surpreender!

Esta deliciosa sopa que leva cebola como ingrediente principal é um clássico da cozinha francesa e talvez um de seus pratos mais antigos. Como usa cebola- econômica e fácil de cultivar - se tornou conhecida como a “sopa dos pobres”. Mas reza a lenda que ela foi criada pelo Rei Luis XV numa noite em uma de suas caçadas e cozinheiro como era, descobriu que tinha apenas cebola, manteiga e champanhe. Misturou os poucos ingredientes e criou a primeira sopa de cebola francesa.  Tal passagem ganhou a corte e a nobreza e trouxeram uma fama a esta receita que ganhou outros ingredientes (caldo de carne, pão, queijo gruyère entre outros) e se espalhou pelo mundo independente de ser o prato da realeza ou dos servos. A seguir a receita da Sopa de Cebola!


Ingredientes:
(para 4 pessoas)

1 kg de cebola branca cortadas em fatias finas
6 colheres de sopa de manteiga
4 dentes de alho picadinhos
1,5 litro de caldo de carne
150 ml de vinho branco
2 colheres e meia de sopa de farinha de trigo
1 molho de bouquet garni
Sal e pimenta do reino a gosto
Queijo gruyère e pão para finalizar.

Preparo:

Em uma panela grande, doure levemente a cebola na manteiga. Acrescente o alho, deixe dourar, depois adicione a farinha e mexa bem. Deglaceie (soltar os resíduos do fundo da panela usando bebida alcoólica ou outros líquidos como água, geralmente é feito para dar cor ou sabor a molhos e outros preparos) com o vinho branco e deixe reduzir 1/3 antes de acrescentar o caldo de carne. Coloque o bouquet garni (vários galhos de ervas frescas amarrados com barbante, como um buquê de flores, para ser mergulhado no líquido do cozimento) e cozinhe em fogo baixo por 45 minutos. Retire o excesso de espuma. Acerte o sal e a pimenta. Para servir, aqueça a sopa, disponha em cumbucas individuais, acrescente o pão, o queijo e leve ao forno para gratinar. Sirva a seguir.

   


Festival Gaúcho do Porco no Rolete terá sua 19a. edição neste domingo!


E domingo, dia 10 de novembro, é dia de curtir mais uma edição (a 19ª!) do Festival Gaúcho do Porco no Rolete ocorre neste domingo na localidade de Linha Nova, interior de Santa Cruz do Sul. Serão mais de 40 porcos assados inteiros, no rolete, servidos a partir do meio-dia além de buffet variado, com carne bovina e galeto. O almoço pode ser comprado ao valor de R$ 30,00. 


E a tarde haverá animação da Banda Félix Hoppe e do Grupo Eventos, a partir das 13h30min. Em seguida, pelas 15h30min, quem sobe ao palco é Banda Magia Musical e, às 18h30min, a Banda Sétimo Sentido. 

A previsão de público para o almoço do festival, que é organizado por voluntários da própria comunidade, é de cerca de 1.500 pessoas.


Pavilhão Comunitário de Linha Nova – Linha Nova – Estrada Geral – Santa Cruz do Sul – telefone (51)99954.7110

*Foto: Lula Helfer

terça-feira, 5 de novembro de 2019

Dom Cândido 4a. Geração Marselan 2015 - mais um belo vinho brasileiro!


A uva Marselan é um cruzamento entre as uvas Cabernet Sauvignon e Grenache ocorrido no sul da França. Como resultado surgiu uma uva de cachos grandes e pequenas bagas. Em 1990 foi inserida no registro oficial de variedades. O nome vem da cidade francesa Marseillan. No Brasil temos várias vinícolas que produzem vinhos a partir desta casta. Pelas mãos do enólogo Daniel de Paris, a Vinícola Don Cândido, do Vale dos Vinhedos em Bento Gonçalves, elabora o Dom Cândido 4a. Geração Marselan 2015 numa homenagem a linha familiar da vinícola e o legado de Cândido Valduga.

Possui coloração rubi violeta profundo. Seus aromas remetem a frutas negras (cereja e amoras), hibiscos, algo terroso, tostado e leve químico. Boca sedosa, médio corpo, com taninos finos e redondos, chocolate ao final, amplo e persistente. Um vinho complexo e sedutor.

O vinho não estagia em barricas, entrega a autenticidade exclusiva do terroir em que os vinhedos estão acomodados.

Harmoniza com carnes vermelhas na brasa ou no forno, queijos médios como Gruyère e Emmental e massa ao sugo.

Possui 13% de graduação alcoólica e o ideal é ser consumido na temperatura de 16oC.

Você encontra os vinhos Dom Cândido na Wein Haus, loja especializada em vinhos, localizada na Rua João Pessoa 895, Santa Cruz do Sul, fone (51) 3711.3665 e site www.weinhaus.com.br.

E lembre-se: se beber, NÃO DIRIJA!     

quinta-feira, 31 de outubro de 2019

Isadora Rosé Nature - um espumante para rememorar!


Conheci Isadora Hermann Pötter num destes eventos de vinhos Brasil afora, onde divulgava com paixão os rótulos de sua vinícola muitas vezes na companhia de seus pais Valter e Nara Pötter ou da mana, a enóloga Gabriela. De personalidade forte e sorriso fácil, dominava muito bem os meandros comerciais e de marketing da vinícola de Dom Pedrito. Infelizmente São Pedro a recrutou para dar uma organizada na sua adega e ela nos deixou precocemente. Justa a homenagem da vinícola de lançar um espumante com a sua assinatura e assim eternizar o seu legado.          

Isadora, Valter e Nara Pötter, Expovinis 2015
Isadora foi uma das quatro filhas de Nara e Valter José Pötter, proprietários da Vinícola Guatambu. Com formação em Direito e Sommelier, Isadora se dedicou a ser embaixadora dos vinhos Guatambu. Grande parte do crescimento e consolidação da vinícola Vinícola Guatambu foi devido ao seu trabalho.

Inspirado na história de Isadora Hermann Pötter, a Vinícola Guatambu lançou seu espumante ultra-premium, chamado Isadora Rosé Nature. O lançamento foi feito durante coquetel sob o pôr-do-sol do pampa, num entardecer de pura contemplação à natureza e à arte, nos jardins da vinícola, ao som de músicas latinas de Lara Rossato e Sulimar, e apresentação de dança flamenca da escola que Isadora dançava, a Compasso Cia de Dança. Isadora tinha um olhar apaixonado pela terra, pelas raízes, pela cultura flamenca e dançava desde criança. O rótulo foi inspirado nesta dança, um dos seus hobbies prediletos.

O espumante foi elaborado com as melhores parcelas das uvas Chardonnay e Pinot Noir da safra 2018 e já nasce premiado: foi classificado com 91 pontos pelo Guia Adega 2019/2020, o qual foi lançado na última quinzena, em São Paulo. Elaborado pelo método champenoise e nature (sem adição do xarope de expedição), apresenta extremo equilíbrio e delicadeza, justamente ao estilo que Isadora apreciava. Um espumante muito elegante com cor rosa chá, aromas de morango e framboesa, com fundo floral. Exibe uma delicada perlage e coroa cremosa. Em boca, percebe-se notas cítricas e de frutas vermelhas, com final longo e refrescante. O lote de lançamento é composto por apenas 1.400 garrafas e será comercializado apenas na loja da vinícola, pelo valor de R$150,00.

O evento de lançamento teve sua renda revertida integralmente ao Asilo Municipal de Dom Pedrito.” Isadora era uma pessoa generosa que transmitia amor por onde passava, deixando sementes de otimismo, renovação e determinação. Inclusive inspirado seus gestos de solidariedade, decidimos reverter a renda deste evento ao Asilo de Dom Pedrito” – finaliza sua irmã, Mariana Pötter.



A salada de polvo!


Este molusco pernudo é uma iguaria exótica e saborosa!

O polvo me conquistou no primeiro tentáculo! Lá se vão alguns anos desde que tive o primeiro contato com um prato que levava polvo na sua montagem e desde então acabei sendo um divulgador dos preparos com este molusco. Polvo significa “muitos pés” e estima-se que existem em torno de 700 espécies na ordem Octopus. Estes seres possuem pés fundidos com a cabeça, ou seja, tentáculos ligados à cabeça e se destaca como um ingrediente culinário altamente apreciado na gastronomia De entradas à pratos principais, é um molusco de carne saborosa, mas dura, o que exige cozimento mais longo ou um salteado bem rápido. É muito saboroso e rico em proteínas, vitaminas A e E e minerais como potássio, cálcio, zinco e fósforo. E a receita desta semana se utiliza deste fruto do mar na feitura da salada de polvo!


Ingredientes:
(Para 4 pessoas)

800g de polvo cortado em pedaços pequenos
1 cebola roxa picadinha
3 dentes de alho picadinhos
1 maço de salsinha picadinha
Suco de 1 limão
Azeite de oliva
Sal e pimenta a gosto
Alface
Rúcula
Alface roxa
Tomate cereja
Milho em conserva

Preparo:

Aqueça o azeite de oliva numa frigideira e refogue a cebola e o alho. Assim que murchar junte o polvo temperado somente com o suco de limão e aumente o fogo. Tempere com sal e pimenta mexendo sempre. Adicione a salsinha picada e deixa cozinhar por cerca de 5 minutos. Reserve e deixe amornar. Monte o mix de folhas com os demais ingredientes e ao centro acomode o polvo, regue tudo com fio de azeite de oliva e sirva!


Você sabia?


O polvo pertence ao grupo dos moluscos, que inclui lulas, mariscos e ostras. Vivem nos oceanos de todo o mundo. O polvo é um animal marinho com oito braços (também chamados de tentáculos). Ele pertence ao grupo dos moluscos. O corpo do polvo se parece com uma bolsa macia, e seus olhos são grandes. Seus braços longos e finos (também conhecidos como tentáculos) se movem em todas as direções. Cada braço tem duas fileiras de ventosas com grande poder de sucção. O tamanho dos polvos é muito variável. O menor deles mede cerca de 5 centímetros, ao passo que o maior pode atingir 5,5 metros, com 9 metros de envergadura. O polvo pode mudar de cor rapidamente, dependendo do ambiente ou de seu humor. Ele pode ficar acinzentado, marrom, cor-de-rosa, azul, verde ou até vermelho-vivo, se ficar muito assustado. Se um polvo se sente ameaçado, lança um jato de água, o que o impulsiona rapidamente. Ele também pode soltar uma espécie de tinta para escurecer a água e enganar o inimigo.

*fonte: enciclopédia Britannica 



terça-feira, 29 de outubro de 2019

Viejo Feo Cabernet Sauvignon 2018 - um CS para ser degustado logo!


Sempre tive em conta que os vinhos elaborados pela uva Cabernet Sauvignon devem ficar na masmorra, ou seja, nas entranhas da adega, amadurecendo, evoluindo e ganhando complexidade. Mas tenho começado a rever este meu posicionamento, afinal, algumas vinícolas tem extraído vinhos desta casta mais leves, frutados, com menos madeira e muito interessantes. O chileno Viejo Feo Cabernet Sauvignon 2018 é um destes exemplos. É produzido pela Viña Tinajas del Maule na localidade de Villa Alegre, região do vale do Maule. A vinícola envasa mais de 3 milhões de litros de vinhos advindos dos seus 300 hectares plantados.

Este vinho possui coloração rubi profunda e traz ao nariz notas de frutas negras maduras – ameixas, mirtilos e cerejas – toque herbáceo, tabaco, leve tostado e café. Ótimo vinho no paladar, fresco, redondo, macio, frutado e com harmonia da fruta e madeira.

50% do vinho estagia em barricas de carvalho francês por cerca de 6 meses.

Harmoniza com risotos e massas mais condimentadas, carnes vermelhas em diversos preparos e queijos de massa dura.

Possui 13,5% de graduação alcoólica e o ideal é ser consumido na temperatura de 16oC.

Você encontra os vinhos da linha Viejo Feo na Wein Haus, loja especializada em vinhos, localizada na Rua João Pessoa 895, Santa Cruz do Sul, fone (51) 3711.3665 e site www.weinhaus.com.br.

E lembre-se: se beber, NÃO DIRIJA!