quinta-feira, 25 de maio de 2017

O lombo de suíno com salada de vegetais e molho de iogurte!


O lombo de suíno com salada de vegetais e molho de iogurte é uma ótima pedida para este final de semana!

Esta receita é facílima de preparar e não há quem não goste! A carne suína marinada é levada ao forno para assar e depois de pronta tem a companhia de uma salada refrescante e de um molho de iogurte que finaliza esta mistura de sabores. Originalmente é preparada com o lombo de porco que tem o osso retirado mas pode também levar como ingrediente principal outro corte de porco. Acompanhe o Lombo de suíno com salada de vegetais e molho de iogurte!


Ingredientes:
(para 4 pessoas)

4 bifes de lombo de porco com cerca de 4cm de espessura
1 xícara de iogurte natural tipo grego
2 dentes de alho picados
100g de tomates cereja cortados em 4 partes
Um pepino japonês médio cortado em tiras sem as sementes
Uma cebola roxa pequena cortada em pétalas
2 colheres de sopa de vinagre de vinho tinto
1 colher de chá de orégano seco
4 colheres de sopa de azeite de oliva
Pitadas de dill ou endro
Sal e pimenta preta moída à gosto

Preparo:

Em um recipiente marinar os bifes de lombo com alho, orégano, vinagre de vinho tinto e uma colher de azeite de oliva. Envolver com filmito e levar a geladeira por no mínimo 30 minutos. Em outra bandeja misturar o tomate, o pepino e a cebola levemente escaldada em água quente para retirar a picância e temperar com oliva, sal e pimenta. Misturar o iogurte com dill, uma colher de chá de vinagre, um fio de oliva, pimenta e sal e misturar bem com um batedor. Reservar e colocar na geladeira. Retire os bifes da marinada, aqueça uma frigideira, disponha azeite de oliva e sele cada lombo por cerca de 3 minutos de cada lado temperando com sal e pimenta. Em seguida leve os mesmos a um refratário e ao forno pré-aquecido a 200oC por cerca de 20 minutos, colocando junto aqui o líquido da marinada.  Sirva individualmente em cada prato colocando parte da salada e por sobre este o bife de lombo com uma boa colherada do molho de iogurte.


quarta-feira, 24 de maio de 2017

ExpoVinis Brasil 2017

Principal portal de contato entre o mundo do vinho e a América do Sul, o ExpoVinis Brasil 2017 confirma sua 21ª edição, que será realizada entre 6 e 8 de junho no Pavilhão Branco do Expo Center Norte, em São Paulo (SP). 

Entre as empresas participantes estão vinícolas do Brasil reunidas pelo Instituto Brasileiro do Vinho (Ibravin) e também já confirmaram presença produtores de Portugal, Chile, Itália, Eslovênia, Reino Unido, Argentina e Espanha, e as importadoras Premium, Casa Flora, Adega Alentejana, Bodegas Selecionadores de Vinhos, Vino Italia, Vinissimo e Galeria dos Vinhos. O ExpoVinis reúne anualmente empresários e produtores dos principais países da indústria vitivinícola. Recebeu, em sua última edição, um público formado 95% por profissionais do setor. 

Dos mais de 8 mil visitantes em 2016, 75% eram influenciadores ou responsáveis diretos pela compra em seus estabelecimentos. É também o único evento do País a promover discussões sobre o setor, encabeçadas por importantes nomes do mundo do vinho.

ExpoVinis Brasil 2017 | 21º Salão Internacional
do Vinho - 6 a 8 de junho - das 13 às 21 horas
Expo Center Norte - Rua José Bernardo Pinto, nº 333, Vila Guilherme / São Paulo/ Pavilhão Branco e site www.expovinis.com.br


segunda-feira, 22 de maio de 2017

Don Roman Marques de Tomares Crianza 2012 - educado em barricas!

Desde 2003 uma das maneiras que a Espanha passou a classificar os seus vinhos foi pelo seu envelhecimento nas barricas e garrafas que são: Vinho Crianza – em espanhol “crianza” significa criação, educação. Este vinho passa por um estágio de envelhecimento total de 24 meses – sendo que destes, ao menos 6 meses são em barricas de carvalho – com o objetivo de ganhar maior complexidade de aromas e sabor. O restante do tempo é maturado na garrafa. Depois vai para venda. Vinho Reserva – o tempo total de envelhecimento é de 36 meses, sendo no mínimo 12 em barricas de carvalho e o restante na garrafa.  Vinho Gran Reserva – obrigatoriamente passa por uma maturação de 60 meses, sendo um mínimo de 18 meses em barris de carvalho e o restante na garrafa. 

E o vinho comentado de hoje é um destes espanhóis, de Rioja, o Don Roman Marques de Tomares Crianza 2012, elaborado com 90% Tempranillo, 7% Mazuelo e 3% Graciano. Sua cor é rubi grená com reflexos ocres. Expressa ao nariz notas de frutas negras maduras e maceradas – ameixas, amoras e cassis – também tâmaras, hibiscos, balsâmico, baunilha e tostado. Em boca traz uma acidez bem presente, mas com álcool e taninos domesticados, madeira leve e fruta negra com leve amargor e ameixa no amplo final de boca. Mesmo sendo crianza, passou 12 meses dos 24 em barricas de carvalho americano e francês.

Acompanha risoto e molhos à base de funghi, ossobuco, carnes vermelhas sem muita gordura, queijos médios e massas com molhos vermelhos. Até mesmo pratos que levam shoyu são passíveis e harmonização.  

Possui 13,5% de graduação alcoólica e o ideal é servi-lo na temperatura entre 16 e 18°C.

Você encontra o vinho Marquês de Tomares na Wein Haus, loja especializada em vinhos, localizada na Rua João Pessoa 895, Santa Cruz do Sul, fone (51) 3711.3665 e site www.weinhaus.com.br


E lembre-se: se beber, NÃO DIRIJA!      

quinta-feira, 18 de maio de 2017

A sopa toscana de tomate e pão!



 Nada mais revigorante do que uma bela e nutritiva sopa nestes dias frios!

A Itália é sem dúvida um dos grandes berços da gastronomia e dos vinhos. A “bota” (como é conhecido aquele país pelo seu formato geográfico semelhante a uma bota) deu origem a uma diversidade de receitas sem igual, sempre calcadas em cima de ingredientes simples, frescos e saudáveis. A zuppa toscana di pomodori e pappa ou sopa toscana de tomate e pão é uma destas delícias vindas daquela região.



Acompanhe esta receita!

Ingredientes:
(para 4 pessoas)

800g de tomates italianos sem pele e sementes
2 colheres de sopa de azeite extra-virgem
2 dentes de alho picadinhos
Uma cebola pequena cortada em cubinhos
Folhas de manjericão fresco
3 fatias de pão caseiro rasgado em pedaços
Sal e pimenta preta moída à gosto

Preparo:

Separe uma panela grande e aqueça o azeite de oliva e em seguida a cebola e alho deixando refogar até murchar. Esmague os tomates com a mão, grosseiramente e com cuidado para não melecar tudo em volta. Despeje-os na panela junto com o manjericão e deixe cozinhar por cerca de 20 minutos. Acrescente o pão aos poucos sobre o molho e em fogo baixo. Assim que amolecer vá juntando mais e mexendo com cuidado até ficar com consistência de mingau. Tempere com sal e pimenta e sirva em tigelas regando com fios de azeite de oliva e manjericão fresco.

Você sabia? 
A Toscana é uma das maiores regiões italianas em população e território cuja capital é Firenze e está localizada no centro do país. Possui cerca de 3,5 milhões de habitantes e ocupando quase 23 mil km2. Também estão localizadas nesta região as cidades de Siena, Arezzo e Pisa. A Toscana é um dos destinos turísticos mais procurados da Itália com cultura espraiada em várias áreas: arte, arquitetura, geografia, gastronomia e vinhos – estes identificados pelas regiões do Chianti, Montalcino, Montepulciano e Bolgheri. As cidades e comunidades medievais de Siena, Gaiole in Chianti, San Gimignano, Montalcino, Lucca, San Quirico d'Orcia e Pienza - tombadas pela UNESCO e algumas delas pertencentes ao Vale D’Orcia - são atrações obrigatórias para turistas ávidos por explorar mais as tradições e história através das construções centenárias, ruas e vielas de séculos passados.



terça-feira, 16 de maio de 2017

WEWISH apresenta a primeira tônica orgânica do Brasil


Pioneira no Brasil em refrigerantes orgânicos, Wewish inova com 4 lançamentos


Existem produtos que provocam curiosidade, alguns até dúvida. O refrigerante orgânico Wewi se enquadra nas duas categorias. Inicialmente é questionado se é bom. Depois, os consumidores ficam intrigados para compreender como é possível que um refrigerante seja produzido sem conservantes, corantes, aromas artificias, sódio e ainda assim, ser mais gostoso que os convencionais que abusam da artificialidade nas suas formulações. Para atender a crescente demanda a marca preparou diversas novidades que estão chegando às prateleiras dos pontos de venda. A Wewish apresenta sua linha All Natural Super Zero, as versões em garrafa PET, 1,5L e 330ml, e a primeira Tônica Orgânica do Brasil que chega nas versões regular e rosé.


Mas o Wewi é mesmo orgânico? 

Sim. Por seguir todas as rigorosas normas de certificação, o Wewi conquistou o selo de procedência orgânica no Brasil, na Europa e nos Estados Unidos. Mas essa não é a única essência do produto. Ele quer conquistar as pessoas por ser mais gostoso, quer que elas entendam que os produtos orgânicos em geral são mais saborosos que os convencionais. Wewi quer ser a opção perfeita para os consumidores que amam refrigerantes e que buscam uma alternativa saudável para fazer parte do seu dia-a-dia. Recentemente, os sócios optaram por substituir o açúcar cristal orgânico pelo açúcar demerara orgânico, e além disto, reduziram em 20% a quantidade do açúcar comparado as versões tradicionais dos demais refrigerantes. O objetivo da empresa Wewish é simples; fazer um mundo melhor, através de seus produtos e da sensação que eles causam nos consumidores; felicidade do prazer sem culpa.

A linha SUPER Zero

Dentro da missão de oferecer produtos que façam as pessoas mais felizes, a Wewish lança a linha All Natural Super Zero. Como assim Super Zero? As duas palavras até parecem antagônicas, mas na verdade o reforço do Super serve para explicar que o produto é zero açúcar, zero caloria, zero sódio, zero conservantes, zero ingredientes artificiais, GMO free, zero agrotóxicos. Um produto 100% saúde, que respeita o meio ambiente e é produzido com os mesmos ingredientes do Wewi regular só que adocicado com a mais pura das stevias. Um refri saboroso e muito mais gostoso que qualquer refrigerante adoçado com os tão questionados adoçantes artificiais, ciclamato de sódio, acesulfame de potássio, aspartame e sucralose.

Qual é a mágica?

Pesquisa de mercado e sócios/fundadores que são apaixonados pelo que fazem. Na verdade, não tem mágica. A empresa iniciou suas pesquisas a mais de 8 anos, pesquisando as tendências do mercado e as necessidades que nem as pessoas sabiam que tinham. Afinal, quem um dia iria imaginar poder beber o seu refri sem culpa? Mudando a história da categoria de refrigerantes, a Wewish saiu muito a frente de toda a indústria. Mas no fundo parece que a empresa é chegada em uma missão impossível. O Wewi é o refrigerante do Eataly no Brasil, o primeiro refrigerante a ser vendido na Starbucks no mundo e recentemente, conseguiu superar as eternas rivais Coca Cola e Ambev e se tornar o refrigerante oficial do festival Lollapalooza, que por sinal apresentou venda recorde de refrigerantes.

Tônica Orgânica e Tônica Orgânica Rosè (a partir de R$ 3,00)

Apesar de derivada da quina, um insumo natural extraído da Chinchona, árvore originária do Peru, a água tônica que conhecemos vem da índia. As tropas inglesas a utilizava como um elixir de saúde. Devido ao sucesso que o produto fez junto as tropas, a tônica foi levada para a Inglaterra, e lá tornou-se provavelmente o primeiro refrigerante do mundo. Com o passar dos anos, a tônica tornou-se um produto conhecido e apreciado mundialmente. Porém, as tônicas disponíveis no mercado são artificiais, sem qualquer insumo natural. A Wewish resolveu voltar as origens e pesquisou as melhores quinas do mundo para produzir um produto único, uma tônica natural e orgânica que hoje chega para revolucionar o mercado. A melhor tônica do Brasil vem em duas versões, regular e rosè, sendo que a última combina a Quina Andina com o brasileiríssimo açaí, ambas utilizam o açúcar demerara orgânico. A diferença de sabor entre as versões torna a dupla acessível a todos, uma tônica mais encorpada e uma mais suave, variações sobre um mesmo tema. O Wewi tônica tem uma vocação natural para ser utilizada como mixer, no drink mais consumido no mundo, o Gin Tônica.

Sobre a Wewish

Anna Carolina Coelho, Eduardo Castilho e Rodrigo Campos trocaram seus empregos em multinacionais por um sonho comum: fazer algo diferente, em nome de um mundo melhor.O nosso objetivo é contribuir para um mundo melhor, produzindo bebidas saudáveis e sustentáveis. Não é à toa que nosso slogan é “A cada sorriso um mundo melhor, mais gostoso e mais saudável”, explica Anna Carolina Coelho, sócia da empresa. Para lançar um refrigerante diferente de tudo que existia, os sócios apostaram no desenvolvimento de tecnologia própria, aliada a experiência no mercado de bebidas e de anos de pesquisa e testes. Com muito esforço chegaram nas fórmulas e no processo produtivo de um refrigerante orgânico e natural, que além de saudável, é muito gostoso. Nasceu assim a Wewish. O nome, a gente deseja” em inglês, remete à vontade de mudar o mundo, mesmo que aos poucos, um sorriso de cada vez. O refrigerante recebeu o carinhoso o apelido da empresa, Wewi, que também significa leve em uma linguagem indígena brasileira. A Wewish vem dar resposta a um consumidor, que se preocupa consigo e com os outros, que busca qualidade e saudabilidade, mas que vê na praticidade um grande aliado no dia a dia. Site: www.wewi.com.br



segunda-feira, 15 de maio de 2017

La Recova D Vineyard Sauvignon Blanc 2015 - acidez e mineralidade ímpares!

O vinho La Recova D Vineyard Sauvignon Blanc 2015 é elaborado de forma totalmente orgânica pela pequena Viña David Giovani Giacomini que possui apenas 5 hectares cultivados, no Vale de Casablanca, no Chile. Por sinal este país produz um extensa linha de rótulos desta variedade, com alta qualidade e características que atraem cada vez mais o consumidor.  

Este vinho tem muito frescor e acidez! Sua coloração é amarelo palha com reflexos dourados, muito límpido e brilhante. Possui um nariz todo com ataque mineral – quase salgado – seguido de frutas cítricas e brancas com goiaba, melão, lichia, limão siciliano e sutil herbáceo. Sua boca traz a acidez comentada que acomoda um grande leque de pratos e limpa o paladar, a citricidade da fruta, a salinidade e a mineralidade retornam completando a análise. Possui uma ótima persistência e final.

O crítico James Suckling e o Guia Descorchados atribuíram 92 pontos a este vinho branco.

Sua acidez e leveza combinam bem com inúmeras saladas, frango grelhado, frutos do mar, sushi e sashimi, queijos azuis e mesmo algo mais gorduroso.  

Possui 14% de graduação alcoólica e o ideal é servi-lo na temperatura de 8 a 10°C.

Você encontra o vinho Recova na Wein Haus, loja especializada em vinhos, localizada na Rua João Pessoa 895, Santa Cruz do Sul, fone (51) 3711.3665 e site www.weinahus.com.br


E lembre-se: se beber, NÃO DIRIJA!      

quinta-feira, 11 de maio de 2017

O talharim com creme de cogumelos e bacon!



Uma delícia para estes dias de outono ainda mais acompanhado de um bom vinho!

Umidade, friozinho, neblina, lareira ou fogão á lenha! Estes são os ingredientes para neste outono começar o treinamento para o inverno que se aproxima e que promete ser muito frio. Somado a isso uma boa receita de massa que leva bacon e cogumelos no preparo. Acompanhe o talharim com creme de cogumelos e bacon!


Ingredientes:
(para 4 pessoas)

500g de talharim
1 colher de sopa de óleo de girassol
2 dentes de alho picadinhos
1 cebola finamente picada
150g de bacon cortado em cubinhos
300g de cogumelos frescos fatiados
2 colheres de sopa de manteiga
2 colheres de farinha de trigo
1 e meia xícaras de leite
2 colheres de sopa de funghi secci (cogumelos desidratados)
Meia xícara de queijo ralado
Sal e pimenta à gosto

Preparo:

Hidrate os funghi secci cobrindo-os com água quente e deixando por cerca de 30 minutos. Em seguida aperte-os com a mão para retirar o líquido e pique-os grosseiramente. Reserve. Em uma frigideira grande, aqueça o óleo e junte o alho, cebola e o bacon e refogue por cerca de 2 minutos. Junte os cogumelos e refogue por cerca de 5 minutos. Retire e reserve em um prato. Em uma panela aqueça a manteiga e em seguida junte a farinha e mexa para formar uma pasta. Adicione aos poucos o leite e bata bem até ficar homogêneo e engrossar (este é o preparo da base do molho branco). Use todo o leite mexendo sempre engrossando o molho. Junte o refogado de cogumelos e tempere com sal e pimenta. Reserve e cozinhe a massa. Escorra e misture na panela com o molho. Sirva polvilhado como queijo parmesão.