quinta-feira, 19 de janeiro de 2017

Vale dos Vinhedos bate recorde de visitantes em 2016

O Vale dos Vinhedos é um destino diferenciado de turismo no Brasil. País de clima tropical onde as praias são a grande atração tanto para público nacional quanto para estrangeiros, o enoturismo - o turismo do vinho - é novidade e surpreende.


Berço da vitivinicultura no Brasil, a Serra Gaúcha cultiva a uva e elabora o vinho desde a chegada dos primeiros imigrantes italianos, por volta de 1875. A atividade que passou de geração para geração, teve sua origem na elaboração artesanal para consumo próprio, desenvolvendo-se até o surgimento de vinícolas que conquistaram mercados, algumas delas com renome internacional.
A curiosidade envolvendo a elaboração deste produto requintado – o vinho – em terras brasileiras, incentivou também o desenvolvimento da atividade turística, permitindo que pequenas e grandes vinícolas abrissem suas portas para um novo nicho de mercado. Por volta de 1995 a atividade passou a se profissionalizar, e de maneira crescente o Vale dos Vinhedos passou a diversificar sua oferta, qualificar sua mão de obra e conquistar seus visitantes com experiências ao longo das quatro estações do ano.
Em 2016 o Vale dos Vinhedos chegou ao ápice, registrando mais um recorde no número de visitantes recebidos. Foram 410.149 visitantes contabilizados de 01 de janeiro a 31 de dezembro de 2016. Visitantes estes que puderam vislumbrar ao longo dos quase 50 km de estradas, mais de 60 empreendimentos variados além de paisagens estonteantes bordadas por videiras.

Segundo os dados coletados, este número representa um aumento de 3% em relação a 2015, quando o roteiro também quebrou o recorde anterior, com 397.529 visitantes. O perfil de visitantes abrange casais e pequenos grupos familiares ou de amigos, que visitam a rota com carro próprio ou alugado. A maioria proveniente da grande Porto Alegre, seguida pelos estados de São Paulo, Santa Catarina, Paraná, Rio de Janeiro e grandes capitais. O aumento do número de estrangeiros também foi significativo. Alemanha, China, Rússia, EUA, França, Inglaterra, Argentina e Uruguai foram alguns dos países registrados. O período de maior fluxo de 2016 foi o de inverno - junho a agosto - quando a rota recebeu mais de 135 mil visitantes. O período de Vindima vem em seguida – janeiro a março - com mais de 87 mil visitantes.
A Associação dos Produtores de Vinhos Finos do Vale dos Vinhedos realiza a medição do fluxo de visitantes no Vale dos Vinhedos desde 2001. Ao longo de 16 anos em que o fluxo é registrado, o Vale recebeu mais de 3 milhões de pessoas, que buscam além das visitas tradicionais que mostram o processo de elaboração do vinho, as experiências diferenciadas oferecidas pelos atrativos.

Atualmente o Vale está em plena Vindima 2017, quando espera receber cerca de 140 mil visitantes até março. 

terça-feira, 17 de janeiro de 2017

Salton Talento 2005 - brindemos os ótimos vinhos nacionais!

A Vinícola Salton, de Bento Gonçalves é uma das principais vinícolas brasileiras e está localizada em Tuiuty, distrito daquele município. 

Possui vinhedos próprios – cerca de setenta hectares – localizados em Tuiuty e em Santa Lúcia na cidade de Monte Belo do Sul. 

Elabora ótimos e reconhecidos vinhos entre os quais um que particularmente gosto muito, o Salton Talento 2005 – um dos mais premiados vinhos nacionais - um assemblage produzido somente nas melhores safras (2002, 2004 e 2005) com cortes de uvas Merlot (30%), Tannat (10%) e Cabernet Sauvignon (60%). Possui visual límpido com coloração púrpura roxo intensa e lágrimas médias. No nariz apresenta bouquet de boa intensidade trazendo frutos vermelhos silvestres (amora, framboesas), muitas notas de madeira tostada, menta, café, nozes, chocolate e tabaco.  Na boca mostra-se equilibrado, com muita fruta e bom corpo, taninos suaves e volumosos. Levemente alcoólico. Passou um ano por barris de carvalho e repousou nove meses nas caves subterrâneas. 

Harmoniza bem com carnes vermelhas, carnes de caça, queijos fortes e massas com molho vermelho. Temperatura de serviço entre 16 a 18 º C. 

Você encontra os vinhos da Vinícola Salton na Wein Haus, loja especializada em vinhos, localizada na Rua João Pessoa 895, Santa Cruz do Sul, fone (51) 3711.3665 e site www.weinhaus.com.br        Serviço:
Temperatura ideal para consumo de 15º a 18º C.


segunda-feira, 16 de janeiro de 2017

The Art of Heineken promete agitar São Paulo


O The Art of Heineken, novo projeto da Heineken, cerveja Premium líder no mundo, acontece a partir do dia 03 de fevereiro, sexta-feira, no MAC (Museu de Arte Contemporânea da USP) em São Paulo, com uma série de eventos que unem experiência imersiva e interativa com festas e shows musicais. O The Art of Heineken seguirá com sua programação até 12 de março, incluindo o período de carnaval.


O projeto proporcionará a seus visitantes uma experiência inédita e marcante em torno do universo da marca e, por consequência, da história e processos empregados na produção da cerveja. São várias atrações que ocupam um andar inteiro do museu. As instalações contam com alta tecnologia, conteúdo em 360 graus, arte, design e interatividade para proporcionar uma experiência ao mesmo tempo impactante, informativa e divertida ao visitante. Além deste conteúdo, a programação do evento se completa com uma série de festas e shows, loja de produtos exclusivos, espaço dedicado a consumo consciente e um bar de experimentação da marca.

O The Art of Heineken disponibilizará duas categorias de ingressos com valores distintos: em uma categoria, o ingresso dá acesso à experiência imersiva, que acontece sempre às sextas, sábados e domingos. Este ingresso custa R$45, com direito a meia-entrada (R$22.50); o outro ingresso permite acesso a esta experiência e também a uma das festas que acontecem aos sábados (4, 11, 18, 25 de fevereiro; 4 e 11 de março), domingos (5 e 12 de março) e na terça-feira de carnaval (28 de fevereiro). As festas e shows ocupam o terraço do MAC, tendo a vista do Parque Ibirapuera ao fundo, este ingresso tem valores que variam de acordo com a atração da festa.


Com produção assinada pela agência Sherpa42, o projeto conta com parceiros como a 32 Bits, especializada na criação de atrações de arte interativas e tecnológicas, tendo assinado a premiada exposição “Santos Dumont, Poeta Voador”, no Museu do Amanhã; a Case Lúdico, responsável por exposições de grande repercussão, como a mostra "O Mundo de Tim Burton", que ficou em cartaz no MIS de São Paulo e recebeu mais de 150 mil visitantes; a O2 Filmes, produtora do cineasta Fernando Meirelles, precursora no Brasil no uso da tecnologia de realidade virtual e conteúdo imersivo, responsável pelos filmes exibidos na abertura das Olimpíadas do Rio; e a Vevo, curadora e produtora de shows com abrangência internacional. A programação das festas e DJs ficará a cargo do jornalista e curador Marcelo Costa, e os shows, que contam com atrações nacionais e internacionais, tem curadoria da Vevo.

Água, malte e lúpulo

O fio condutor desta experiência imersiva é a cerveja e as credenciais que fazem da Heineken uma cerveja única. O The Art of Heineken dialoga com a atual campanha global da marca, “There’s more behind the star”, que leva ao público as histórias e a origem da Heineken. A campanha, que estreou no Brasil em 2016, tem como foco a própria cerveja, sua qualidade, história familiar e sua incomparável presença internacional. Presente em 192 países, a Heineken garante o seu padrão de qualidade em todos eles. Sua receita leva apenas três ingredientes: água, malte, lúpulo, além da exclusiva Levedura A. Para Renata Silva, esta é a oportunidade de apresentar de forma artística um rico conteúdo que conta não só a história da Heineken, mas também os processos de fabricação da cerveja: “A cerveja é a terceira bebida mais popular do mundo (atrás apenas da água e do chá) e está presente nos hábitos e cultura de diversos países, no Brasil especialmente. Agora este líquido ganhou uma experiência toda dedicada a ele”, comemora.

Atrações unem tecnologia, interatividade e arte

A partir da história da marca, seus ingredientes e processo de fabricação, uma série de atrações interativas e tecnológicas foi criada em colaboração com artistas visuais. Logo na entrada, uma instalação com centenas de tubos pintados à mão vai proporcionar ao visitante a sensação dele estar mergulhado no líquido da cerveja. Logo em seguida, o visitante irá se deparar com a história da Heineken. Nesta área, holografias vão reproduzir as garrafas históricas da marca. Ainda no setor que conta a história da cervejaria, uma área vai mostrar anúncios antigos através de pôsteres, que poderão ser destacados e levados. Outra atração aguardada é a “Star Room”: nesta sala, um filme imersivo desenvolvido pela O2 Filmes através do núcleo Outras Telas será projetado em 360 graus. O visitante irá mergulhar num percurso que conta como se fabrica a cerveja, desde a plantação do lúpulo e cevada até seu envasamento.

Entre as atrações interativas, destaque para a cabine em que o visitante poderá viver seu dia de narrador esportivo e narrar uma partida de futebol da UEFA, o campeonato europeu patrocinado pela Heineken. Outra atração é uma mesa em que será possível ser um DJ e criar uma música através de samples.

A experiência é finalizada na área de consumo responsável, que convida os visitantes a serem os "heroes of the night" e conta com uma chopeira de água para que as pessoas intercalem água ao consumo responsável de cerveja. O The Art of Heineken ainda conta com uma loja de gifts repleta de produtos como camisetas, bonés, guarda-chuva, fone de ouvido etc, parte deles produzidos em colaboração com grifes de moda e acessórios brasileiras.

Shows e música eletrônica na área externa

Todas essas atrações acontecem no oitavo andar do MAC, espaço que será totalmente dedicado ao The Art Of Heineken. Ainda neste andar, mas em sua área externa, foi criado um espaço para festas e shows. Com vista completa para o Parque do Ibirapuera, as festas acontecerão em todos os sábados, em duas ocasiões aos domingos (5 e 12 de março) e em uma edição especial de carnaval, dia 28 de fevereiro, sempre das 19h às 1h. A programação das festas e DJs ficará a cargo do jornalista e curador Marcelo Costa, e os shows, que contam com atrações nacionais e internacionais, tem curadoria da Vevo.

The Art of Heineken @ Museu de Arte Contemporânea da USP (MAC)

Local: Av. Pedro Álvares Cabral, 1301 – Ibirapuera - SP
Abertura para convidados: 02 de fevereiro, quinta-feira, às 19h
Abertura para público: 03 de fevereiro, sexta-feira, às 11h
Período de funcionamento: 03 de fevereiro até 12 de março
Dias e horários de funcionamento:
- Experiência: às sextas e sábados, das 10h às 18h, e domingos, das 11h às 19h; e 28 de fevereiro, terça-feira, das 11h às 19h
- Festas: sábados (4, 11, 18, 25 de fevereiro; 4 e 11 de março); domingos (5 e 12 de março); terça-feira (28 de fevereiro), das 19h à 1h
Vendas de ingresso a partir de 17 de janeiro pelo site: www.theartofheineken.com.br

Proibida a entrada de menores de idade no evento

sexta-feira, 13 de janeiro de 2017

O assado de tira e seu incomparável sabor!

O churrasco de tira – asado de tira – é um dos cortes mais tradicionais na Argentina e Uruguai e cada vez mais está caindo no gosto dos brasileiros, seja pelo rápido preparo ou pela suculência e sabor da carne. Se o gado for nobre – Angus ou Hereford por exemplo – a gordura entremeada deixa este corte ainda mais macio e apetitoso.    


O corte – típico argentino – é extraído da costela traseira do boi, no sentido transversal ao dos ossos. Sua localização atribui sabor e textura únicos à carne. Deve ser preparado na grelha, direto na brasa. Cada peça tem em geral de 2 a 3 cm de espessura e cerca de 20 a 25 cm  de comprimento. A espessura da carne varia de acordo com a idade do animal.

A quantidade de gordura entremeada na carne garante um bom marmoreio. Já as cartilagens ósseas agregam sabor e aroma bem particulares. Não por acaso, esse corte é considerado uma iguaria por amantes e especialistas em churrasco.

O seu preparo mais indicado é na grelha, com braseiro bem formado e extremamente quente. Assim, as partes gordurosas derretem dando sabor sem prejudicar a textura, a umidade e o aroma da carne. Um bom assado de tira não leva mais que 15 minutos para ficar pronto!



Você encontra este e outros cortes de carne premium das raças Angus e Hereford, dezenas de rótulos de cervejas especiais além de complementos, molhos, geleias e especiarias na Best Beef Boutique, na Rua Marechal Deodoro 05, fone 51.3902-0630, em Santa Cruz do Sul. Confira!

quarta-feira, 11 de janeiro de 2017

Cobos El Felino Malbec 2006 - prontíssimo!

A mítica vinícola argentina Cobos localizada na região de Lujan de Cuyo, em Mendoza, produtora do excepcional Cobos Malbec - vinho que levou 99 pontos do crítico Robert Parker na safra 2006 - e também do Cobos Único - que é produzido há quatro mãos com o enólogo Paul Hobbs, criador do ícone californiano Opus One - possui quatro linhas de vinhos, entre as quais o El Felino Malbec 2006 que provei e recomendo, pois trata-se de muito bom vinho. A safra provada, 2006, recebeu 88 pontos da revista Wine Spectator. 

É um vinho de cor rubi médio, com lágrimas lentas e espessas e brilho intenso. Aromas pronunciados de framboesa, frutas negras, especiarias, anis, gengibre, pimenta e chocolate. Final de taça ainda surge aromas de café torrado e algo tostado. Muito bom de boca, elegante, redondo, com taninos finos e macios. Ótima persistência na boca e excelente equilíbrio. Um vinho quente devido ao álcool pronunciado.  

Teor alcoólico de 14,7%. 

Na harmonização se dá bem com massas, carnes de aves e com cordeiro assado. 

Você encontra o vinho El Felino na Wein Haus, loja especializada em vinhos, localizada na Rua João Pessoa 895, Santa Cruz do Sul, fone (51) 3711.3665 e site www.weinhaus.com.br.     


terça-feira, 10 de janeiro de 2017

Gratin de Batatas com Salmão e Queijo Brie

Sabe aquele restinho de salmão que sobra quando se prepara o mesmo na grelha ou no forno? Pois é, se você tem por hábito jogar fora pode ir mudando os seus conceitos, pois as sobras de salmão – e de tantas outras receitas – podem ser aproveitadas na criação de um novo prato ou uma reapresentação de um atual. No final de semana passado tirei do congelador nacos de salmão grelhado, e depois de descongelar no micro, desfiar e puxar na manteiga e azeite de oliva com especiarias, montei uma apresentação com batatas cozidas, resultando num “restô” muito interessante. E o motivo da colocação desta receita é exatamente estimular o não desperdício de alimentos, o uso adequado e a criatividade na transformação dos pratos. A seguir o Gratin de Batatas com Salmão e Queijo Brie.

Ingredientes:
(para 4 porções)

400g de resto de salmão desfiado
150g de queijo brie sem a casca e picado em cubinhos
400g de batatas brancas descascadas e cortadas em fatias finas
100 ml de vinho branco seco
50g de manteiga
3 colheres de sopa de azeite de oliva
Um dente de alho picadinho
Meia cebola média picadinha
Cebolinha verde picada
Endro
Sal e pimenta branca moída

Preparo:

Coloque as batatas para cozinhar numa panela com água e sal até que fiquem macias. Escorra-as e reserve. Em uma frigideira coloque metade da manteiga e o azeite de oliva e refogue a cebola e o alho. Junte o vinho branco e deixe evaporar o álcool (cerca de 3 minutos). Acrescente o salmão, misture bem e refogue por cerca de 3 a 4 minutos apenas para aquecer e incorporar os sabores. Acerte o tempero com o sal e a pimenta e reserve. Para a montagem pode ser usado dois modos diferentes. Untar um refratário com manteiga, acrescentar as batatas em camadas e levar ao forno pré-aquecido a 200°C por cerca de 15 minutos. Retirar do forno, salpicar com o endro, adicionar pequenos pedacinhos de manteiga, e sobre as batatas colocar o queijo picado e o salmão, formando outra camada. Regar com o azeite de oliva e levar novamente ao forno por cerca de 5 minutos. Retirar, juntar a cebolinha verde picada e servir!

Este mesmo preparo pode ser feito com um aro de metal, montando dentro dele as camadas e depois servido empratado, como na foto! Para decoração pode ser usado um fio de couli de pimentão (quase um purê de pimentão), massa negra frita e ervas.

Você sabia:

De origem francesa, o queijo Brie é fabricado no Brasil, com a mesma tecnologia do queijo Camembert, ficando as diferenças mais por conta do formato do que das propriedades organolépticas. É um queijo de massa macia e quebradiça, maturado externamente pela solução do mofo Penicillium Candidun, que lhe confere sua característica casca branca aveludada. Por isso também é conhecido como queijo de mofo branco com odor de amoníaco característico. O ponto ideal para ser consumido apresenta-se entre 25 e 40 dias após sua fabricação. Com essa maturação terá adquirido sua massa cremosa e seu característico sabor. Destinam-se a consumo puro, em tábuas de queijos ou saladas ou podem ser usados em versões culinárias quentes. Servem também como sobremesa, acompanhado de frutas e geléias.
          

             

segunda-feira, 9 de janeiro de 2017

Pinot Noir Identidade Casa Valduga é avaliado por Jancis Robinson


A degustação dos rótulos foi feita pela renomada autora e especialista internacional em vinhos

Os vinhos da Casa Valduga continuam ganhando destaque mundialmente. Dessa vez, o Casa Valduga Identidade Pinot Noir foi apresentado entre os grandes exemplares em sua categoria. A escolha foi feita pela especialista internacional em vinhos e autora renomada, Jancis Robinson. A jornalista inglesa elegeu os principais representantes de vinhos elaborados com a casta Pinot Noir, em sua coluna semanal, publicada no jornal britânico Financial Times.

De acordo com Robinson, que escreve sobre vinhos há mais de 40 anos, a uva Pinot Noir dá origem a rótulos delicados e repletos de aroma. Para chegar ao resultado dos melhores vinhos desse tipo, a respeitada autora provou mais de 100 rótulos, de países como Inglaterra, República Tcheca, Itália, África do Sul, Chile, Argentina e Brasil. Os já conhecidos Pinot Noir da Nova Zelândia e Califórnia também foram incluídos na degustação da crítica inglesa.

Entre a seleta lista de 15 rótulos feita pela jornalista, o Identidade Pinot Noir da Casa Valduga foi o único brasileiro apresentado, além de ter sido destacado como um exemplar respeitável.  Um grande reconhecimento para a vinícola Casa Valduga, que tem conquistado diversos prêmios nacionais e internacionais, colocando o Brasil entre os principais países produtores de vinho mundiais.

A uva Pinot Noir teve sua origem na França, especificamente na região da Borgonha. É uma uva de difícil cultivo, mas além do território francês, vem mostrando resultados satisfatórios na Bulgária, Califórnia, Chile, Patagônia Argentina e Brasil.

O Casa Valduga Identidade Pinot Noir é um vinho tinto que tem a verdadeira expressão desse tipo de uva. O rótulo apresenta um resultado leve e fresco, onde as características varietais são ainda mais evidentes em seu retrogosto essencialmente frutado. O seu aroma lembra frutas maduras como cereja e morango, aliados a marmelo e notas atribuídas pelo carvalho, como anis, tabaco e um leve toque mentolado.

Esse rótulo é uma excelente opção para acompanhar pratos clássicos franceses como o Escargot à la Bourguignonne, Coq au Vin e Boeuf Bourguignon. Carnes vermelhas magras, queijos brancos e chocolates com até 70% de cacau também são excelentes opções para acompanhar este tinto.

Você encontra o vinho Casa Valduga na Wein Haus, loja especializada em vinhos, localizada na Rua João Pessoa 895, em Santa Cruz do Sul, fone (51)3711.3665 e site www.weinhaus.com.br  

E lembre-se: se beber, NÃO DIRIJA!             




quinta-feira, 5 de janeiro de 2017

Novas frases sobre comida e vinho!


“O prazer dos banquetes não está na abundância dos pratos e, sim, na reunião dos amigos e na conversação”. Cícero

“Meu animal preferido? Bife!”. Fran Lebowitz

“Dinheiro não compra felicidade, mas compra vinho que é quase a mesma coisa”. Ditado popular

“Não coma a vida de garfo e faca. Lambuze-se!”. Mário Quintana

“Antes só vinho do que mal acompanhado!”. Dito popular

“Cozinhar é o mais privado e arriscado ato. No alimento, se coloca ternura ou ódio. Na panela, se verte o tempero ou o veneno”. Mia Couto

“O melhor tempero da comida é a fome”. Cícero

“Se a vida é uma receita, a paciência é iguaria”. Marina de Carvalho Mendes

“Amor sem loucura é igual comida sem sal, é como bolo sem açúcar, como vinho sem álcool”. Anônimo

“A verdadeira gastronomia está naquilo que você ainda vai criar”. Chef di Manno

“O primeiro requisito para escrever bem sobre comida é ter um bom apetite”. Abbott Liebling

“Comida é uma dicotomia: os gordos odeiam amá-la e os magros amam odiá-la”. Garfield

“Tentar adquirir experiência apenas com a teoria é o mesmo que tentar matar a fome apenas lendo o cardápio”. Lucas Esquilow

“Ouço dizer que os amantes do vinho serão castigados no inferno. Se os que amam o vinho e o amor vão para o inferno, o paraíso deve estar vazio”. Omar Khayan

“A mistura de vinhos e queijos prova que o paladar tem horror à solidão.” Carlos Drummond de Andrade

“O vinho auxilia na perda de peso dizem. Ao menos em um peso ele é derradeiro: o da consciência”. Emerson Haas


quarta-feira, 4 de janeiro de 2017

Finca el Origen Gran Reserva Malbec 2013 - um vinho de exceção!

Recebemos outro dia a visita do caro José Carlos Becker, empresário de Uruguaiana que possui uma das contas de importação para o Brasil dos vinhos da Finca el Origen, bodega estabelecida no Valle del Uco, em Mendoza, que faz parte da holding chilena Carolina Wine Brands Group, conglomerado de vinhos que forma o quarto maior grupo no Chile em termos de volume (composto por Vina Santa Carolina, Viña Casablanca, Ochagavía, Antares entre outros). Seu projeto em Mendoza iniciou em 1996 com o plantio das primeiras vinhas de Vista Flores, com foco na qualidade e posicionada com vinhos no conceito boutique. 

Um dos vinhos por lá produzido é o excelente Finca el Origen Gran Reserva Malbec 2013, do Valle del Uco, em  Vista Flores. Um Malbec feito com esmero e com todo o capricho, elegante e agradabilíssimo de beber.

Possui coloração rubi violáceo quase turvo com lágrimas gordas e preguiçosas. Seus aromas entregam fruta vermelha e negra em compota, amora, framboesa, cereja, também um toque floral violetas, jasmim e um fundo de balsâmico. Boca com taninos largos e redondos, álcool presente mas sutil, fruta bem integrada com couro, chocolate, baunilha e noz moscada. Ampla persistência, taninos redondos e médio corpo. Final com retrogosto achocolatado.    

Ótimo na combinação com carnes vermelhas e legumes na grelha, preparo com o qual a casta Malbec assume grande paridade.

Possui 14,6% de graduação alcoólica e o ideal é ser servido na temperatura entre 16 a 18°C

Você encontra vinhos argentinos na Wein Haus, loja especializada em vinhos, localizada na Rua João Pessoa 895, Santa Cruz do Sul, fone (51) 3711.3665 e site www.weinhaus.com.br


E lembre-se: se beber, NÃO DIRIJA!